1

Pensar em qual ideia se quer transmitir. Limpeza, organização, seriedade, rapidez, neutralidade? Uma imagem mais conservadora, ou arrojada e moderna? O uniforme da sua empresa pode dizer muito sobre o seu negócio, aproveite isso.

2

Avaliar e escolher as cores, os emblemas e os símbolos utilizados de acordo com a identidade visual da empresa e também com o ramo de atuação e contexto em que os uniformes serão utilizados. Uma boa dica é observar como as outras empresas deste setor se comportam. Pesquise sobre a utilização das cores.

3

Comodidade, higiene e segurança do individuo, também são importantes fatores que devem ser observados ao se optar por um determinado modelo de uniforme.

4

Segurança. Ao avaliar um modelo de uniforme deve-se ficar atento a todos os itens de segurança que possam vir a ser utilizados junto do uniforme e também como será a relação deste uniforme no ambiente em que ele será utilizado. Por exemplo, em locais com engrenagens não se pode ter muitos penduricalhos e laços, que podem se prender em algum lugar. É aconselhável que em casos como este, conte com um especialista em segurança do trabalho para dar as orientações necessárias. Lembre-se que há leis vigentes de Segurança do Trabalho, que estão atreladas a vários órgãos trabalhistas e norteiam alguns aspectos do uniforme quanto à segurança e ergonomia.

5

Padrão. Lembre-se que o uniforme profissional, padroniza e identifica um grupo ligado a uma organização. Transmitindo seriedade e compromisso com o mercado.

6

Comodidade. Além do uniforme ser mais uma maneira de sua empresa se comunicar com o mercado, é importante lembrarmos, que são pessoas que vão utilizar estes uniformes, portanto eles devem ser confortáveis, práticos e estarem de acordo com o ambiente e contexto da organização. Fatores como aspectos religiosos, clima e condições de utilização, devem ser avaliados e se possível alinhados com os colaboradores.

7

Os agasalhos são importantes peças dos uniformes profissionais e devem estar em linha com os modelos que foram escolhidos para o dia a dia da empresa. Peça fundamental na elaboração do seu uniforme, afinal não queremos que os colaboradores fiquem fazendo malabarismos com roupas por baixo e nem que usem um casaco pessoal que descaracterize todo o uniforme.

8

Importante se atentar para os cortes, eles devem ser confortáveis, modernos e práticos. Modelos e cortes antigos ou desconfortáveis podem deixar o colaborador constrangido ou insatisfeito em usar o seu uniforme. Implicações sérias para as organizações podem ser causadas por uma escolha errada de corte ou modelo. O uniforme deve ser um aliado do colaborador.

9

O tecido é uma escolha um pouco mais técnica, mas nem por isso você deve desconsidera-lá. Além das variações tradicionais de tecidos, uns mais leves, outros que duram mais e por aí vai... Há varias tecnologias disponíveis hoje que nos apresentam tecidos inteligentes, como anti-estática, para produtos eletrônicos e para locais com exigência de maior rigor na higiene, como clínicas e hospitais, os tecidos antimicrobiais. Nós podemos te ajudar!

10

Agradar a todos é uma difícil tarefa. Porém, seguindo as dicas acima temos certeza que você irá optar pelo melhor uniforme para sua empresa sem abrir mão da gestão de pessoas. Mostre aos funcionários que o uniforme é uma escolha que beneficia o coletivo e tem como objetivo transmitir para o mercado a força de um time! O maior crachá que se pode ter da empresa, é o sorriso no rosto.

Lembre-se:

é contra a lei o funcionário ter que pagar qualquer item do uniforme, se este for exigido. A Empresa tem a obrigação de fornecer todos os itens, sem discriminação, que forem necessários para a execução de determinada tarefa.

Se for utilizar a máquina

• Os uniformes de cores claras e escuras devem ser lavados separadamente.

• Uma dica para conservar o seu uniforme é colocar as peças pelo lado avesso na máquina.

• Evite misturar peças de cama, mesa e banho com as roupas e uniformes, pois as toalhas provocam enovelamento nos tecidos – bolinhas.

• As peças delicadas devem ser lavadas dentro de uma rede ou fronha, isso ajuda na sua conservação.
Se puder, lave estas peças a mão.

• Quando estiver lavando peças muito escuras, evite usar água muito quente, pois isso acelera o
desbotamento das peças.

• Não lave roupas de algodão com água quente, pois provoca encolhimento.

• Deixe o sabão utilizado dissolver totalmente antes de adicionar as peças na máquina.

• Cuidado com as primeiras lavagens de peças novas, pois elas podem soltar tinta. Acrescente sal na água no primeiro enxágue de peças coloridas. É recomendado realizar a lavagem destas peças separadamente.

Lavagem a mão

• É recomendado lavar a mão todas as peças delicadas.

• Assim como na máquina, o cuidado com as primeiras lavagens de peças novas também deve existir, pois elas podem soltar tinta. Acrescente sal na água no primeiro enxágue de peças coloridas. É recomendado realizar a lavagem dessas peças separadamente.

• Utilize sempre água fria e não deixe muito tempo de molho.

• Não friccione e/ou esfregue muito a peça e lembre-se de enxaguar bem, tirando todo e qualquer resíduo.

Cuidados com o alvejamento

• Utilize sempre água fria.

• Peças coloridas não devem ficar de molho. Peças brancas não devem ficar de molho por mais de 60 minutos.

• Nunca alveje em recipientes de ferro ou latão.

• Prefira alvejantes sem cloro. O cloro danifica as fibras do tecido.

Secagem

• Não deixe as peças diretamente expostas ao sol forte.

• Peças pesadas e camisetas devem ser dobradas sobre o varal para que não se deformem – não se devem utilizar pregadores para pendurar pelas pontas essas peças.

• Em caso de secagem dentro de casa, o varal deverá estar localizado em área de corrente de ar. Isso evita odores nas peças.

Passadoria

• As peças que têm em tecidos com maior incidência de poliéster, recomenda-se cobrir a área a ser passada com um tecido de algodão e de cor clara, para evitar que ele queime e fique com um aspecto de brilho.

• Fique atento à temperatura do ferro. Procure juntar uma boa quantidade de roupas para passar e depois separe as peças de maneira que aquelas mais delicadas, que devem ser passadas a uma temperatura mais baixa, sejam as primeiras e aquelas que necessitam de uma temperatura mais alta, as últimas.

Informações

Onde estamos

Rua Francisco Maia, n 100 - Bairro Centro,
36013-110 | Juiz de Fora - MG
(32) 3232.1018
comercial@lilamaria.com.br

Região de Belo Horizonte
(31) 99383.5745|José Carlos Francisco

Região de São Paulo
(11) 98499.3286|Samara Santoro

Siga-nos

Facebook Google Linkedin Pinterest Instagram Slideshare Foursquare Youtube

Contato

Fale conosco